O aquecimento na verdade acelerou do fim do século passado para cá

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese.

Um dos mitos mais persistentes do negacionismo climático é o de que “o aquecimento global parou em 1998”.

Na verdade, segundo a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA), o ano de 1998 é apenas o 10º mais quente do registro histórico. Nove anos das décadas seguintes registraram temperaturas médias globais maiores que 1998: 2005, 2010 e todos os anos de 2013 a 2019.

Mesmo escolhendo 1998 (bem mais quente que os anos vizinhos) como último de um período de 22 anos (1977-1998) e como início de outro (1998-2019), o que poderia mascarar o aquecimento global, o que os dados revelam? Uma simples regressão linear mostra que no primeiro período, que termina em 1998, a taxa de aquecimento foi de +0,14°C/década, e no período seguinte, com início em 1998, de +0,19°C/década. Em outras palavras, o aquecimento global não apenas não se encerrou em 1998 como se acelerou de lá para cá.

A origem do mito está no fato de que entre 1997 e 1998 ocorreu o maior evento de El Niño do registro histórico, que quase foi igualado em 2015-2016, quando ocorreu outro evento de grande porte. É durante eventos de El Niño que o Oceano Pacífico despeja na atmosfera quantidades maiores do calor por ele acumulado (lembrando que os oceanos acumulam mais de 90% do calor associado ao aquecimento global, também segundo a NOAA). Então, por alguns anos, por conta desse “ponto fora da curva”, ficou a impressão de que teria ocorrido pelo menos uma “pausa” do aquecimento global. Hoje sabemos que essa pausa nunca ocorreu.

Aliás, se o aquecimento global não estivesse tão acelerado, seria até possível que os negacionistas requentassem esse mito, e dentro de alguns anos saíssem dizendo por aí que “o aquecimento global parou em 2016”, pegando carona no El Niño de 2015-2016 do mesmo jeito que pegaram no de 1997-1998. Mas a realidade do aquecimento do planeta está sendo tão implacável que temos possibilidades reais de nova quebra de recorde absoluto de temperatura global já em 2020, sem El Niño ou nenhum outro fator natural relevante, inclusive quicando para sempre 1998 da lista dos top-10.

 

CHEQUE VOCÊ MESMO

Global Time Series: National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA)

Climate Change: Ocean Heat Content

Inside Climate News: That Global Warming Hiatus? It Never Happened. Two New Studies Explain Why

Este texto foi adaptado do blog “O que você faria se soubesse o que eu sei?”